CRIME BÁRBARO: POLICIA ELUCIDA HOMICÍDIO EM GUAJARÁ MIRIM PRENDENDO TRÊS ENVOLVIDOS

Compartilhar:

 


Por volta das 9h30 desta terça-feira (19), o corpo de um homem foi localizado por populares que passavam pelo local, Avenida Tiradentes com a Antônio Luiz de Macedo, no bairro Santo António. O corpo estava em uma vala, tipo uma cova rasa.

A Polícia Militar, após ser informada do fato, dirigiu-se ao local isolando de imediato toda a área até a chegada da Polícia Civil e a equipe do IML. O corpo, após ser retirado do local, foi levado para o necrotério do Hospital Regional Perpétuo Socorro de Guajará-Mirim para a realização da necropsia e identificação, sendo que o corpo já se encontrava em avançado estado de decomposição, inclusive exalando mau-cheiro.

Segundo a Ocorrência Policial, feita no local do fato, foi possível perceber que o corpo era de Marivaldo Corrêa Brasil, de 50 anos, e estava parcialmente enterrado com algumas folhas de telhas por cima, utilizadas para ocultar o corpo.

A polícia deu início às investigações iniciando com a tese de homicídio. E já nos primeiros momentos de diligências, surgiram informações de que as pessoas conhecidas como Chica, Buzina e Jorge, foram vistos sujos de lama e um deles portava um terçado quando saía das proximidades do local onde o corpo fira localizado.



De posse das informações, a polícia passou a diligenciar de localizar os suspeitos obtendo êxito, o primeiro localizado foi o indivíduo que atende pela alcunha de Buzina, de nome real Fabiano F. D. Lisboa, 38 anos, na Av. José Bonifácio, próximo à antiga Usina da Ceron, no bairro Santa Luzia.

 Ele confessou ter participado do homicídio e para tanto contou com a participação de Chica e Jorge. A suspeita Chica, Francisca da S. J. 34 anos, foi encontrada na Av. Mascarenhas de Moraes com a José Cardoso Alves.

Na Delegacia Regional de Policia Civil de Guajará-Mirim, os três suspeitos, quando cientificados das investigações, acabaram confessando o crime de homicídio e ocultação de cadáver.

Aos policiais, Chica afirmou que após Buzina golpear a vítima com um pedaço de madeira, essa caiu desnorteada e depois disso, Chica na companhia de Buzina e Jorge, levaram a vítima para o córrego onde a empurraram até a lama e a asfixiaram pisando em seu pescoço.

Marivaldo reagiu, tentando escapar, mas não conseguiu, pois foi imobilizado por Buzina e Jorge. Disse que enquanto Jorge segurava as pernas da vítima, e Buzina as mãos, Chica pulava em cima da vítima para que afundasse na lama e que em seguida todos pularam em cima da vítima para asfixiá-la e ocultar o corpo.

Por último, Buzina afirma que Chica foi quem golpeou a vítima com um pedaço de madeira e juntos, todos a levaram para o local. Já no local, Chica golpeia mais uma vez a vítima, agora com um terçado. Quando a vítima caiu, Chica passou mais uma vez a pular em cima do corpo até afundar na lama.

Após tudo concluído, Jorge colocou as telhas em cima para ocultar o corpo. Chica, ao ser indagada pelos policiais sobre o terçado, disse que se tratava de um terçado de cabo preto e que estava guardado em um barraco na antiga Ceron. No local, os policiais civis localizaram dois terçados, que foram apreendidos e entregues juntamente com os envolvidos, na Delegacia.

 

Fonte: Guajará Noticias

Nenhum comentário