OPERAÇÃO ENVOLVENDO VÁRIOS ÓRGÃOS VISA INIBIR AGLOMERAÇÕES E ABUSO NO USO DE SOM AUTOMOTIVO EM NOVA MAMORÉ

Compartilhar:

 


A noite deste sábado 10 de julho em Nova Mamoré/RO, foi marcado por uma operação denominada “MORFEU”, envolvendo o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia - DETRAN, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo - SEMAT, Polícia Militar -  PM, PATAMO e o Batalhão de Polícia Ambiental – BPA.

A operação MORFEU vem sendo articulada há viários dias pelos órgãos envolvidos devido ao grande número de denúncias no BPM e Polícia Militar em relação as aglomerações, festas clandestinas, abuso em relação ao som automotivo e festas clandestinas na “Pista”, que vem acontecendo no município, tirando a paz e sossego de muitos moradores.



As equipes envolvidas visitaram estabelecimentos comerciais, que em sua maioria cumpre o que é estabelecido no decreto de distanciamento, porém são prejudicados pela incidência de exposição de som automotivo fora dos padrões aceitos pela legislação, fator que vem fazendo as pessoas se aglomerarem nas ruas, promovendo badernas e aglomerações, vale ressaltar que a violação da lei pode incidir em multa e apreensão do som.

Durante a operação que teve apoio do Detran, a Polícia Militar abordou um menor de 15 anos que trafegava pelo centro, além não possuir habilitação a motocicleta estava com os documentos atrasados desde 2015, ele foi apreendido e levado para a Unisp. 



Em outra abordagem com apoio do Detran, um homem de 47 anos foi abordado por suspeita de embriaguez, confirmada pelo teste do bafômetro, ele recebeu voz de prisão e foi levado para Unisp. Destaca-se a fiscalização de trânsito que estará atuando de forma mais enérgica nos próximos dias, outras datas já foram marcadas para que a operação aconteça novamente.

Os órgãos envolvidos esclareceram que nome Operação Morfeu se deu em alusão ao deus Morfeu quee vive no Olimpo. É deus do sono e dos sonhos. Daí a expressão “estar nos braços de Morfeu”, que significa estar dormindo ou melhor a paz, sono e tranquilidade da população ser preservada.






Fonte: Jornal Mamoré Agora

 

 

Nenhum comentário