CASA PEGA FOGO E POPULAÇÃO DE NOVA MAMORÉ SE UNE PARA EVITAR QUE FOGO SE ESPALHASSE

Compartilhar:

 População solicita urgência em um quartel do Corpo de Bombeiros no município



Na tarde desta quarta – feira (09), um incêndio foi registrado em uma residência de Nova Mamoré/RO, no bairro João Francisco Clímaco, em frente a antiga “Padaria do Batista” o fogo rápido se propagou e consumiu quase que total a residência.

Segundo testemunhas, por volta das 15h00 vizinhos começaram a ver fumaça sair da residência e viram uma adolescente saindo de dentro da casa em desespero com uma criança no colo, rapidamente o fogo começou a se alastrar levantando grandes labaredas pelo telhado.



A Polícia Militar foi acionada e já compareceu ao local acionando via Central de Operações o Corpo de Bombeiros mais próximo, que fica no município de Guajará – Mirim, distante de Nova Mamoré 40 KM. Enquanto aguardavam a chegada dos bombeiros vizinhos e policiais retiraram alguns objetos de dentro da residência.

O fogo logo começou a se alastrar com mais força e intensidade, foi quando populares se reuniram e começaram a derrubar parte do telhado para que o fogo não passasse para a casa do lado e uma vila de apartamento que fica no fundo da casa.



Graças a essa ação o fogo não passou para outras residências. Um caminhão pipa da Secretaria de Obras de Nova Mamoré, por determinação do secretário Zenilton Pinto foi acionado e operado pelos funcionários para apagar as chamas que ainda consumiam a casa onde o telhado já tinha sido totalmente consumido pelas chamas.

Em seguida, a equipe do Corpo de Bombeiros Militar chegou ao local para ajudar a terminar de apagar o incêndio. A população no local e nas redes sociais questionou muito o fato do município não ter um quartel do Corpo de Bombeiros e por conta disso o atendimento mais próximo demorar até uma hora devido à distância.



A reportagem do Jornal Mamoré Agora apurou que na residência havia uma jovem que cuidava de uma criança de um ano, e que o incêndio provavelmente aconteceu devido a um curto na central de ar, faíscas caíram no colchão e rapidamente o fogo foi propagado.  Os dois não tiveram nenhum ferimento.

A proprietária da residência mora a pouco mais de 4 meses em Nova Mamoré, estava bastante abalada, no momento do incêndio ela estava no trabalho e o marido havia acabado de sair. Os bombeiros realizaram o trabalho de rescaldo, a Polícia Militar prestou todo apoio possível e a Politec da Polícia Civil foi acionada para realizar os trabalhos periciais para atestar a real causa do incêndio.









 



Fonte: Jornal Mamoré Agora

Nenhum comentário