PRF APREENDE MAIS DE 11 KG DE COCAÍNA E HOMEM AO REAGIR A PRISÃO É ALVEJADO COM UM DISPARO

Compartilhar:

O acusado de tráfico não resistiu e veio a óbtio. Droga ilícita, acondicionada em 10 tabletes, poderia render mais de R$ 1 milhão aos envolvidos.

 

Arilson Oliveira era morador de Guajará-Mirim

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Nova Mamoré/RO, em fiscalização ostensiva, interceptou um carregamento de cloridrato de cocaína na estrutura de um veículo de passeio (FIAT/Palio Fire) que era conduzido por Arilson Francisco de Oliveira, de 27 anos, morador do município de Guajará-Mirim,/RO. A ocorrência foi registrada nesta segunda-feira (12).

Em atividade de ronda nas proximidades do distrito do Araras, a equipe percebeu que um veículo, ao avistar a viatura policial, realizou manobra de retorno e o estacionou em uma borracharia. Ao ser abordado, o motorista apresentou comportamento agressivo e desrespeitoso com os policiais, atitude desproporcional ao momento, fato que levantou suspeita e posterior busca minuciosa no automóvel. Enquanto os PRFs fiscalizavam o interior do veículo, o condutor manteve-se inquieto, verbalizando em palavras com tom de ameaças. 



Em seguida, dentro do painel central do carro, a guarnição encontrou tabletes de substâncias entorpecentes escondidas. Quando a voz de prisão foi dada, o infrator iniciou fuga para uma viela, momento no qual um dos policias conseguiu alcançá-lo e ambos caíram no chão. O criminoso começou a agredir o agente da lei com socos e chutes, e tentou sacar a arma que ainda estava no coldre. Ao perceber que a pistola 9mm estava sendo protegida pelo policial, o infrator iniciou uma tentativa de enforcamento, agressão que só foi cessada após um único disparo realizado pelo policial. 

Imediatamente, a equipe prestou os primeiros socorros, acionou apoio de ambulância e, com o intuito de acelerar o atendimento médico, levou o criminoso, ainda com vida, para o hospital em Nova Mamoré. Enquanto o policial agredido realizava exames de corpo de delito, devido aos ferimentos ocasionados pela luta corporal, a informação de que o infrator não resistiu ao ferimento foi dada. 



No total, 10 tabletes foram localizados no interior do veículo, somando 11.2 kg de cloridrato de cocaína, quantidade que poderia render ao crime organizado aproximadamente R$ 1.402.800,00 (Um milhão quatrocentos e dois mil e oitocentos reais). A substância ilícita e o carro foram encaminhados à Polícia Federal para dar continuidade ao flagrante.

 A assessoria de imprensa da PRF em Rondônia informa que, diante de todos os dados levantados até o momento, o policial agiu amparado pelas normas legais e respondeu à injusta agressão a sua vida. O corpo do guajaramirense será sepultado na tarde de terça-feira, 13, no Cemitério Santa Cruz.


Fonte: PRF/RO e com informações O MAMORÉ

Nenhum comentário