POLÍCIA CIVIL RECAPTURA ASSALTANTE E ARMA DE POLICIAL É RECUPERADA

Compartilhar:



Durante fuga, após tentar contra a vida de policiais civis e servidores no Hospital Regional Perpétuo Socorro, assaltante é recapturado e a arma de policial é recuperada, nesta segunda-feira, 26, em Guajará-Mirim/RO. 

Após colocar em risco a vida de pacientes, profissionais lotados no Hospital, de policiais civis e tentar novamente contra a vida de agentes da PC, Rafael agora está preso

Rafael Alves Ferreira, de 23 anos, foi preso em flagrante na madrugada de quinta-feira, 22, quando de campana policiais civis do Sevic (Serviço de Vigilância, Investigação e Captura) fecharam o cerco e prenderam o acusado e seu comparsa, um adolescente de 17 anos, de nacionalidade boliviana, de posse de duas motocicletas tomadas em assalto na noite anterior (21), no bairro Próspero.

Rafael e o comparsa pretendia cruzar os veículos para a Bolívia por um porto clandestino, o proprietário da casa também foi preso por receptação. Até então, Rafael afirmava que o adolescente não praticou os assaltos, porém acabou sendo reconhecido por testemunha. A Polícia Civil acionou o Consulado da Bolívia e Polícia Federal para deportá-lo.



 No mesmo dia a prisão, os policiais após investigação e interrogatório prenderam a arma de fogo usada nos assaltos cometidos pela dupla. Por volta de 19h, após o flagrante delito, Rafael foi conduzido para o Hospital Regional para realização de exame de corpo de delito, em uma sala ele aguardava sua vez e encontrava-se com uma policial, momento que puxou a arma da agente. 

Um comissariado ouviu do corredor gritos que o preso havia se soltado, correu e ao entrar em luta corporal com o detento armado este disparou cerca de três vezes na direção das vítimas. Rafael conseguiu derrubar o comissariado e com coronhadas na cabeça o imobilizou, ao fugir em frente ao Hospital passava um motociclista que foi assaltado pelo bandido. Minutos depois, o criminoso largou o veículo no bairro Santo Antônio e conseguiu fugir levando a arma. Policiais do município somaram esforços na tentativa de recapturar o foragido, sendo ele preso na manhã desta segunda-feira.

 Prisão

A equipe de policiais civis de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, juntamente com policiais do NIIF (Núcleo Integrado de Inteligência de Fronteira) ao comando do delegado Regional Rogério Pereira intensificaram as buscas na região, quando tiveram informações que um velho conhecido da Polícia teria prestado apoio e abrigo ao criminoso no bairro Santa Luzia, a informação chegou ao conhecimento dos policiais.

Dali Rafael se retirou e por meio de um mototaxi se deslocou até uma residência no bairro Jardim Esmeralda. A reportagem do jornal e site O Mamoré obteve informações que os policiais em investigação chegaram na manhã desta segunda até a residência situada Antônio Luiz de Macedo, 5074, de campana os policiais confirmaram a presença de Rafael na casa quando este passou por um corredor da casa para o banheiro, onde um lado é de alvenaria e a outra parte de madeira, e sem porta, a observação foi feita por binóculo.

Haviam informações que Rafael estaria de posse de duas armas de fogo, uma delas a da policial, e devido ele ter tentado contra a vida da policial, comissariado e funcionários do Hospital, foi necessário realizar o cerco em toda a casa e imediações, para a ação o Delegado Rogério acionou a equipe do Sevic, Cartório Criminal e IML (Instituto Médico Legal), além do NIIF.

Uma equipe ao se identificar a moradora de 45 anos e pedir autorização para entrar, Rafael ouviu e correu para os fundos da casa na tentativa de fugir, porém foi impedido pelo chefe do Sevic, que tentou conter o criminoso, enquanto o homem tentou puxar da cintura uma arma calibre 22 com munição, que caiu ao chão e foi retirada pelo policial.

Logo Rafael correu para pegar uma faca momento que outro agente foi auxiliar na prisão do foragido, momento que surgiu a proprietária da casa, pegou uma panela de água quente e lançou contra os policiais, impedindo a prisão imediata de Rafael enquanto ele tentava puxar a arma de um dos policiais, mas a ajuda veio em seguida dos demais policiais, mesmo assim Rafael relutou a prisão e sofrendo algumas escoriações no corpo e na cabeça quando quebrou a pia da cozinha.

 Ainda de acordo com informações, sobre a arma da policial, Rafael delatou que estaria com o proprietário da casa, Francinei de Araújo Mendes, de 22 anos, vulgo “Chocolate”, e no momento da sua prisão ele estaria na zona rural do município em uma fazenda localizada sentido Ramal do Pompeu. As equipes se dirigiram a fazenda e após cerco localizaram o homem próximo ao igarapé treinando disparos com a arma do acervo da PC, ao notar a presença dos agentes, “Chocolate” sem reagir, se entregou.

A arma tomada da policial foi recuperada contendo 5 munições e uma espingarda calibre 20 com um cartucho foram apreendidos de posse do homem. Francinei declarou que sabia que a arma foi tomada de uma policial e deu abrigo a Rafael porque lhe devia um favor.

 Na Delegacia de Polícia Civil, Rafael apontou que Francinei lhe ajudou a cortar as algemas, elas estavam escondidas na casa onde ele foi preso, as algemas que também pertencem ao acervo da Polícia Civil. Rafael também confirmou que se abrigou na residência no bairro Santa Luzia. O delegado Rogério Pereira realizou a autuação do flagrante em delito contra o foragido e o proprietário da casa, posteriormente ao exame de corpo de deito foram entregues no presídio masculino e aguardam a audiência de custódia.

Fonte: O MAMORÉ

Nenhum comentário