EM RONDÔNIA, GOVERNO ENDURECE MEDIDAS DE ISOLAMENTO E FECHA ATÉ RODOVIÁRIAS

Compartilhar:

Medidas são para conter o avanço do coronavírus no Estado


Porto Velho, capital de Rondônia, cidade com pouco mais de 369 mil habitantes, já acumula mais de 4 mil confirmações do novo coronavírus e cerca de 140 mortes.

Por conta desses números, o governador Marcos Rocha (PSL) decidiu endurecer as medidas de isolamento, tanto na capital quanto em Candeias do Jamari, município que integra a grande Porto Velho. As rodoviárias de ambas as cidades ficarão fechadas. Candeias tem 147 confirmações da doença. Em todo o estado, já são quase 7 mil casos do vírus Sars-Cov-2.

O decreto já está em vigor e de acordo com o documento, serão permitidas as seguintes atividades (públicas e privadas): 

- distribuição e a comercialização de gêneros alimentícios, tais como supermercados, atacarejos, açougues, padarias e estabelecimentos congêneres;

- restaurantes, lanchonetes e congêneres somente por delivery;

- assistência médico-hospitalar, ambulatorial e odontológica em hospitais, clínicas, laboratórios e demais estabelecimentos de saúde para consultas e procedimentos de urgência e emergência;

- distribuição e a comercialização de medicamentos e de material médico-hospitalar;

- serviços relativos ao tratamento e abastecimento de água, bem como os serviços de captação e tratamento de esgoto e lixo;

- serviços relativos à geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica, gás, água mineral e combustíveis;

- serviços funerários;

- serviços de telecomunicações, processamentos de dados, internet, de comunicação social e serviços postais;

- segurança privada, segurança pública e sistema penitenciário;

- serviços de manutenção de equipamentos hospitalares, conservação, cuidado e limpeza em ambientes privados e públicos em relação aos serviços essenciais;

- fiscalização sanitária, ambiental e de defesa do consumidor, bem como fiscalização sobre alimentos e produtos de origem animal e vegetal;

- locais de apoio aos caminhoneiros, a exemplo de restaurantes e pontos de parada e descanso, às margens de rodovias;

- serviços de lavanderias;

- clínicas, consultórios e hospitais veterinários somente para procedimentos de urgência e emergência;

- borracharias, oficinas de veículos e caminhões;

- autopeças no sistema de delivery;

- serviços bancários e lotéricas;

- floriculturas no sistema de delivery apenas nos dias 11 e 12 de junho;

- atividades internas dos escritórios de contabilidade e advocacia, vedados quaisquer tipos de atendimento presencial, mesmo que com hora marcada;

- trabalho doméstico, quando imprescindível para o bem-estar de crianças, idosos, pessoas enfermas ou incapazes, na ausência ou impossibilidade de que os cuidados sejam feitos pelos residentes no domicílio; e

- atividades de saúde pública, assistência social e outras atividades governamentais para o enfrentamento da pandemia.

Durante o período de isolamento social restritivo, fica suspenso o funcionamento das rodoviárias de Porto Velho e Candeias. 

O governo detalha ainda que também seguirão suspensos os “serviços de transporte público coletivo municipal, bem como o transporte público ou particular, coletivo e individual, intermunicipal e táxi lotação com origem e destino às cidades”. 

No caso de taxistas e motoristas de aplicativo, é permitido o transporte “sem exceder à capacidade de 1 motorista e 2 passageiros, exceto nos casos de pessoas que coabitam, devendo todos os ocupantes fazerem o uso de máscaras”. 

O Estado também permite somente a entrada e a saída de Porto Velho e Candeias do Jamari, através de rodovias e hidrovias, para: 

- ambulâncias, viaturas policiais e veículos oficiais;

- residentes retornando para casa;

- profissionais da saúde, voluntários, técnicos da vigilância sanitária em deslocamento; exclusivamente para desempenho de suas atividades, devidamente comprovadas;

- veículos destinados ao transporte de pacientes que realizam ou irão realizar tratamento de saúde fora de seu domicílio;

- caminhões e veículos a serviço das atividades essenciais e;

- balsas e barcos com carga.

- Ainda de acordo com o Estado, após o período de isolamento, ambas as cidades voltarão para a fase 1 do plano de ação contra a pandemia. Em caso de descumprimento das normas, fica sujeito a advertência, pagamento de multa e interdição total ou parcial do estabelecimento.

Fonte: Painel Político – Alan Alex


Nenhum comentário