ELETRICISTAS DA ENERGISA SÃO PRESOS POR TROCAR MEDIDOR EM PORTO VELHO; EMPRESA SE PRONUNCIOU

Compartilhar:

Lei estadual proíbe a troca dos medidores de energia



Na última quinta-feira, dois eletricistas que prestam serviços a uma autorizada da empresa Energisa foram presos em Porto Velho ao trocarem o medidor de energia em uma casa. O motivo da detenção foi o desrespeito a uma lei estadual que proíbe a troca do equipamento. A lei foi criada após uma série de abusos que vem sendo cometidos pela empresa desde que assumiu as operações da extinta Ceron, que foi privatizada ainda por Michel Temer.

Em nota, a empresa informa que “está tomando todas as providências necessárias contra o abuso de autoridade”.

Veja a nota na íntegra:



A Energisa Rondônia informa que está tomando todas as providências necessárias contra o abuso de autoridade sofrido por dois eletricistas de empresa terceirizada que foram ilegalmente constrangidos e indevidamente conduzidos ao Batalhão da Polícia Militar na tarde desta quinta-feira, 12. A dupla teve suas atividades de fiscalização e combate ao crime de furto de energia interrompidas sob a alegação de descumprimento de Lei Estadual.

Por três meses seguidos, o medidor de energia da unidade consumidora registrou o consumo mínimo de 50 kWh, o que indica suspeita de fraude. A equipe foi recebida pela filha da proprietária do imóvel que autorizou a fiscalização. Constatada a suspeita de irregularidade, o medidor foi retirado, lacrado e substituído. Nesse momento, provocada pela intervenção indevida e abusiva de um cidadão, a Polícia Militar determinou a condução dos eletricistas. 

A empresa ressalta que a prestação de serviço realizada por ela é uma concessão da União e que segue as regras definidas e fiscalizadas pelo Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, órgão regulador do setor, assim como todas as distribuidoras que operam nas diversas regiões do país. Como concessionária, a Energisa cumpre o regramento do órgão regulador que determina, em contrato, que é obrigação da empresa combater a prática do crime de furto de energia, conforme prevê o artigo 155 do Código Penal Brasileiro.

A empresa manifesta a sua preocupação com a integridade física de seus colaboradores e garante que não vai poupar esforços para preservar o bem-estar e o conforto de todos os rondonienses.

- PROGRAMA MAMORÉ NOTÍCIAS, TODOS OS DIAS NA RÁDIO MAMORÉ FM 87,9 
DAS 12H AS 13H, APRESENTAÇÃO FERNANDO JEFF. SINTONIZE E PARTICIPE PELO 
WHATS: 9 93081725

Fonte: Painel Político

Nenhum comentário