ISMAEL CRISPIN PARTICIPA DE DEBATES SOBRE O FORTALECIMENTO DAS AGROINDÚSTRIAS EM NOVA MAMORÉ

Compartilhar:
Deputado defendeu discutir alterações das leis e a abertura do mercado para os pequenos produtores


Na manhã desta segunda-feira (12), o deputado Ismael Crispin (PSB) atendendo convite do presidente da Câmara Municipal de Nova Mamoré, Denízio Pereira da Costa, participou dos debates sobre o fortalecimento das Agroindústrias em Rondônia, discutindo a Regulamentação de Verticalização da Pequena Produção Agropecuária de Rondônia (Prove) e a Criação do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e Pequeno Porte (Susaf), que sugerem alterações no setor. 

Participaram do evento, o prefeito de Nova Mamoré, Claudionor Leme, o prefeito de Guajará-Mirim Cícero Noronha, deputado estadual Dr. Neidson (PMN), Gerente da Emater em Nova Mamoré Edinaldo França de Souza, Secretário Municipal de Agricultura, Humberto da Silva, vereadores, agricultores e sociedade civil. 

Toda essa discussão tem o principal objetivo de debater e fortalecer a legislação em favor das agroindústrias do Estado. Durante o recesso, o deputado manteve inúmeras reuniões em vários municípios para tratar sobre o assunto, uma necessidade de fomentar as discussões sobre alterações das propostas das leis do Prove e do Susaf, e a abertura do mercado para os pequenos produtores na comercialização dos produtos. 

"Estamos comprometidos com o progresso, e para que haja crescimento, precisamos cuidar daqueles que geram emprego e renda para o nosso Estado, são os produtores de pequeno e médio porte, que através dos aspectos de desenvolvimento sustentável, que durante a sua produção, poderão receber suporte técnico e regulamentação da atividade econômica em suas regiões, inserindo seus produtos no mercado de trabalho", destacou Crispin. 

Crispin falou sobre a importância de ouvir todos os envolvidos com as agroindústrias para elaborar o melhor texto possível, e valorizar a agricultura familiar. “Precisamos colocar no papel todas as demandas do setor, por isso é o pequeno agricultor/produtor que precisa apontar as necessidades. Sei o quanto é difícil levar um produto até as prateleiras, a desvalorização e concorrência desleal, mas o que pudermos fazer, dentro da legalidade, para mudar esse quadro, nós iremos propor. Somos a voz de cada produtor, para fazer a defesa que interessa”, frisou. 

Ao encerrar, o deputado afirmou que a proposta destes debates é aproximar os proprietários de agroindústrias com a legislação, para que se dê maior celeridade e transparência, com isso fomentar a comercialização dos produtos oriundos das agroindústrias. 

"Sabemos que a agropecuária hoje é a grande força econômica do Estado, e que a agricultura familiar é responsável por abastecer o mercado, mas o que é produzido in natura não atende completamente os consumidores, daí a necessidade do beneficiamento desses produtos através das agroindústrias, que diante de algumas exigências dos órgãos fiscalizadores, não conseguem a comercialização dos seus produtos", pontuou.





Texto: Eláine Maia-Decom- ALE/RO

Nenhum comentário