JAIR MONTES QUER ELEVAR A 3ª COMPANHIA DE POLICIAMENTO DE NOVA MAMORÉ A COMPANHIA INDEPENDENTE

Compartilhar:

Em sessão ordinária na Casa de Leis, o deputado Jair Montes (PTC) indicou ao Poder Executivo com cópia à Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e a Polícia Militar (PMRO), que viabilize estudos técnicos para elevar 3ª Companhia de Policiamento Ostensivo da Polícia Militar no município de Nova Mamoré e, subordinada ao 6° Batalhão de Polícia Militar de Fronteira localizado no município de Guajará-Mirim, a categoria de Companhia Independente.

O parlamentar destaca que o atendimento de chamadas e o policiamento ostensivo dos distritos de Palmeiras, Nova Dimensão, Marechal Rondon, Araras e o distrito sede, a cidade, pertencentes à Nova Mamoré, além do distrito da Penha que pertence a Porto Velho é realizado pela 3ª Companhia de Policia Militar. “Temos nessa região um grande número de estradas vicinais, o que facilita a ação de criminosos e do estado de insegurança”, frisou.

Jair destaca que o município de Nova Mamoré conta com número reduzido de policiais militares e civis e também com a carência de um policiamento adequado, “isso gerou um aumento nos índices de criminalidade tanto na cidade como na área rural, causando um estado de insegurança aos municípios”, afirma Jair Montes.

Viaturas

Em outro documento o deputado Jair Montes indicou ao governo de Rondônia através da Sesdec e a Polícia Militar, a disponibilização com urgência, de viaturas policiais para Nova Mamoré.

Segundo ele, a extensa malha de estradas vicinais de difícil acesso, e por conta das fortes chuvas, o deslocamento até as Linhas longínquas dificulta a ação dos policiais, já que as viaturas existentes são de pequeno porte, consequentemente não chegando com facilidade em certas localidades.

O deputado declara que as viaturas policiais são essenciais para mobilidade policial e amplamente utilizadas para todos os tipos de operações executadas, e a disponibilização dos veículos irá oferecer mais agilidade no atendimento as chamadas e no policiamento diurno tanto na cidade como na área rural.

Texto: Eláine Maia – DECOM/ALE
Foto: José Hilde

Nenhum comentário