JOVEM É ASSASSINADO APÓS DISCUSSÃO POR CAUSA DE SOM ALTO EM GUAJARÁ-MIRIM-RO

Compartilhar:
Romário Sales dos Santos, 24 anos, vitima de disparo de arma de fogo


Por volta das 18h30min na Avenida Novo Sertão, bairro de Fátima, Município de Guajará-Mirim-RO, uma discussão por causa de som alto, resultou na morte de Romário Sales dos Santos, 24 anos, que foi atingido com disparo de arma de fogo, que atingiu sua face.

Consta na ocorrência policial registrada na Delegacia de Polícia Civil, segundo as testemunhas os elementos encontrava-se bebendo em duas residências  ambas uma ao lado da outra, que houve uma briga por causa dos som alto, onde a vítima foi a casa ao lado tomar satisfação com um suspeito indagando ele se havia chamado a polícia militar por causa do som e os dois discutiram e após isto o suspeito saiu falando “então tá é assim né”, em tom ameaçador.



Logo após a primeira discussão o suspeito e pegou uma arma de fogo, e ao voltar no local, começaram uma nova discussão com a vítima (Romário), e logo pessoas ali presentes tentaram apaziguar a situação momento que o suspeito do crime  deu um soco no rosto de uma pessoa que tentava acalmar os ânimos e sacou a arma e efetuou um disparo em direção da vítima (Romário) em seguida foi segurado por outro suspeito do crime que efetuou um disparo atingindo a face da vítima, que caiu ao solo vindo a óbito no local.

A Polícia Militar chegou ao local e encontrou a vítima deitada ao solo aparentando estar sem vida, de imediato foi acionado a equipe de bombeiros para os primeiros socorros, onde ao chegarem realizaram os atendimentos, sendo acionada a perícia, que compareceu no local realizando os trabalhos Periciais. E após o corpo foi transportado até o necrotério do Hospital Regional.



 A reportagem do Portal Guajará, apurou que os dois suspeitos de terem cometido o homicídio fugiram e estão sendo procurados pela Policia Militar e pelo Departamento de Homicídio – DH da Policia Civil de Guajará-Mirim. A reportagem continuará acompanhado o caso.

Fonte: Portal Guajará.


Nenhum comentário