Preso que colocou tornozeleira eletrônica no cachorro tirou equipamento porque 'incomodava para dormir'

Compartilhar:
preso, de 19 anos, que tirou a tornozeleira eletrônica e colocou no pescoço de um cachorro prestou depoimento à Polícia Civil de Palotina, no oeste do Paraná, na tarde de quinta-feira (30).
Segundo o delegado, o jovem disse que estava incomodado com o equipamento.
"Segundo seu depoimento, ele disse que ficou incomodado para dormir, ou seja, a tornozeleira incomodava para dormir. Ele resolveu violar", afirmou o delegado Pedro Lucena.
Na quarta-feira (29), o jovem foi preso em uma praça da cidade por tráfico de drogas, segundo a Polícia Militar (PM). Ao chegar na delegacia, os policiais identificaram que o rapaz deveria estar usando a tornozeleira eletrônica.
Ao ser questionado, de acordo com a PM, ele disse que o equipamento estava em casa. Na residência do preso a PM encontrou o equipamento no pescoço do animal de estimação.
O caso foi encaminhado à Vara Criminal de Palotina, que deve determinar em uma nova audiência o que será feito.
"Depois de comunicado no processo ao juiz, o Ministério Público tem vistas. Depois, o juiz tem que, então, marcar a audiência de justificação, e leva-se alguns dias", ressalta a juíza Maria Tereza Thomas.

Tornozeleira rompida

No depoimento à polícia, segundo o delegado, o jovem não informou a data em que rompeu a tornozeleira eletrônica. De acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), o equipamento foi rompido no dia 13 de agosto, às 11h31.
Depois de identificar o rompimento da tornozeleira, o Depen afirma que tentou contato com o preso, como determina o procedimento, mas não conseguiu identificá-lo.
Ainda conforme o Depen, a tornozeleira passará por uma perícia técnica e, caso seja detectado que o homem estragou a tornozeleira, também responderá por dano ao patrimônio publico.
Fonte G1

Nenhum comentário